Blog Entenda a diferença entre o tráfego e a conversão do site

Entenda a diferença entre o tráfego e a conversão do site

Entenda a diferença entre o tráfego e a conversão do site

Primeiro de tudo, devido ao desenvolvimento tecnológico de maneira contínua na atualidade, podemos perceber o quanto mudou o comportamento dos consumidores. Percebendo que a internet está ficando cada vez mais democratizada e acessível, vemos o quanto as pessoas estão preferindo se relacionar com marcas e empresas pela internet.

Com o uso de aparelhos e sistemas cada vez mais práticos — como é o caso de celulares, notebooks e tablets, por exemplo — adquirir produtos, serviços, se relacionar com empresas e com pessoas ficou a um clique de distância, apenas.

Nesse contexto, podemos perceber a devida importância do marketing digital, que dispõe de estratégias e métricas para atrair usuários até a marca, e por fim, convertê-los. Nesse processo, falamos de duas questões importantes: tráfego e conversão.

Apesar de serem termos bastante falados atualmente, ainda assim são confundidos — uma vez que representam ações diferentes e muito importantes.

Sendo assim, neste post nós iremos te explicar o conceito de cada uma delas, e ao final, mostraremos as principais diferenças. Continue lendo o nosso artigo e tire todas as suas dúvidas!

Tráfego: o que é?

Antes de tudo, podemos definir que o tráfego — sob a ótica do marketing digital — nada mais é do que a quantidade de visitantes que um site, página, post, anúncio ou até mesmo um conteúdo digital recebe de maneira orgânica (sem pagamento) ou paga (através de anúncios).

Assim, entendemos que o tráfego é uma métrica de suma importância, uma vez que a sua quantidade pode influenciar o sucesso de uma estratégia de marketing digital. Ou seja, quanto mais pessoas visitarem um site ou página, maior será a probabilidade de conversão em leads (potenciais clientes) e clientes.

Quais são os tipos de tráfego?

No marketing digital, existem inúmeros tipos de tráfegos. Vamos conferir alguns deles abaixo:

1. Tráfego Orgânico

Primeiro de tudo, o tráfego orgânico é gerado de forma gratuita, ou seja, sem a necessidade de investir dinheiro em publicidade. Assim, ele costuma ser atraído através do conteúdo de qualidade e relevante em que a empresa ou marca produz, dispondo das boas práticas de SEO (Search Engine Optimization) para melhorar o posicionamento nos mecanismos de busca.

2. Tráfego Pago

Diferentemente do tráfego orgânico, o tráfego pago é gerado através de anúncios pagos, que são veiculados em redes sociais — através do facebook ads — Google Ads e outras plataformas de publicidade. Em suma, o tráfego pago é uma maneira eficaz de atrair visitantes para um site, especialmente quando uma empresa está começando ou quando precisa de resultados rápidos.

3. Tráfego de Referência

O tráfego de referência é gerado por meio de links de outros sites. Por exemplo: quando outros sites possuem links para o seu site, esse tipo de tráfego é gerado quando usuários clicam nesses links e são redirecionados para o seu site.

4. Tráfego direto

É gerado quando os usuários digitam o URL do seu site diretamente no navegador. Geralmente, isso ocorre quando um usuário já conhece a sua marca e sabe o endereço do seu site.

5. Tráfego de mídia social

É gerado por meio das redes sociais, quando os usuários clicam em um link que você compartilhou em sua página social e são redirecionados para o seu site.

6. Tráfego de e-mail marketing

Por fim, temos o tráfego de e-mail marketing. Em suma, ele é gerado por meio de campanhas de e-mail marketing, ou seja, você envia um e-mail com um link para o seu site, blog, newsletter, etc., e os destinatários clicam nele, a fim de que sejam direcionados para a sua estratégia.

O que é uma conversão?

A conversão é uma métrica que mede a taxa de visitantes que realizam uma ação específica em seu site, como preencher um formulário, fazer uma compra ou se inscrever em uma newsletter. Assim, entendemos que o seu principal objetivo é transformar visitantes em leads (potenciais clientes) e, em última análise, em clientes.

De modo geral, a conversão é importante para a eficácia de uma estratégia de marketing digital porque pode medir a eficácia do site na transformação de visitantes em clientes.

Para medir a conversão, é necessário definir uma ação específica que se deseja que os visitantes realizem, como clicar em um botão de "comprar" ou preencher um formulário de contato, por exemplo.

De maneira prática, a taxa de conversão é calculada dividindo o número de visitantes que realizaram a ação desejada pelo número total de visitantes. Por exemplo, se 100 visitantes acessaram um site e 10 realizaram a ação desejada, a taxa de conversão seria de 10%.

Portanto, melhorar a conversão envolve otimizar o layout e o conteúdo do site, blog, e afins, para torná-lo mais atraente e envolvente para os visitantes, e incentivar a realização da ação desejada. Isso pode ser feito através de testes A/B, que permitem testar diferentes versões do site e determinar qual delas gera maior taxa de conversão.

Qual é a diferença entre conversão e tráfego do site?

Conforme vimos, o tráfego e a conversão do site são duas métricas distintas, mas que estão diretamente relacionadas no marketing digital.

Conforme vimos, o tráfego do site refere-se à quantidade de visitantes que acessam um site. É uma métrica importante, uma vez que, quanto mais visitantes um site recebe, maior a probabilidade de conversão em leads e clientes.

Por outro lado, a conversão do site refere-se à taxa de visitantes que realizam uma ação específica desejada no site, como preencher um formulário, fazer uma compra ou se inscrever em uma newsletter. A conversão é uma métrica importante porque mede a eficácia do site na transformação de visitantes em leads e clientes.

Logo, a diferença entre essas métricas é que o tráfego mede a quantidade de visitantes que acessam o site, enquanto a conversão mede a qualidade do tráfego, ou seja, a capacidade do site de transformar visitantes em leads e clientes.

Por exemplo, um site pode receber muito tráfego, mas se não conseguir converter esses visitantes em leads ou clientes, o tráfego não será tão valioso. Por outro lado, um site com menos tráfego, mas com uma alta taxa de conversão, pode ser mais eficaz em gerar leads e clientes para o negócio.

Por isso, é importante para as empresas monitorar tanto o tráfego quanto a conversão do site e trabalhar para melhorar ambas as métricas.

Agora que você já entendeu as diferenças — e a importância — do tráfego e da conversão do site, que tal conhecer os nossos serviços?

Então acesse o site da RedaWeb e conheça os planos oferecidos. Ou entre em contato conosco através do telefone 0800 750 5564 e escalar seu site rumo ao topo das pesquisas!

Artigos relacionados.

Ver mais artigos
saiba-como-restaurar-os-rankings-perdidos-no-google tudo-o-que-voce-precisa-saber-sobre-o-marketing-de-conteudo saiba-quais-sao-as-vantagens-do-marketing-em-videos
Whatsapp
Ligue grátis 0800 750 5564
Ligue grátis 0800 750 5564