mulher surpresa e feliz olhando para o celular

É muito possível que você já tenha ouvido falar mobile marketing. Porém, também é provável que o conceito ainda não esteja totalmente claro para você.


Mobile marketing é uma expressão que descreve a utilização de dispositivo móveis em campanhas de venda e comunicação. E com a popularização dos smartphones e tablets, essa estratégia de marketing está cada vez mais popular entre as marcas.


Para entender essa tendência, basta olhar alguns números bem impressionantes. Nos últimos anos, o uso de smartphones cresceu de modo significativo e as campanhas de marketing tiveram que se adaptar logo.


Com base no cenário descrito, as ações coordenadas de mobile marketing procuram interagir com a audiência de uma empresa a partir de aplicações nativas de tecnologias como: celulares, tablets, smartwatches, notebooks e diversos outros.


Se você ainda não está convencido da relevância do marketing digital para o sucesso do seu negócio, continue com a leitura, porque nós temos um guia completo para explicar melhor essa estratégia. Acompanhe!


Para começar, vamos responder a questão: o que é mobile marketing? 


Uma tradução livre do termo é “marketing móvel”, que pode ser compreendido como uma parte do marketing digital.


Qualquer equipamento que conte com um sistema operacional (iOS ou Android) pode ser considerado um dispositivo móvel. Sendo assim, redes sociais, aplicativos, postagens em blogs, e-mails e mensagens SMS, por exemplo, passam a priorizar a experiência do consumidor que está com o celular em mãos.


Quais são os benefícios de se aplicar um plano de mobile marketing? 


Temos quase certeza que você está lendo esse texto a partir de um dispositivo móvel, como um celular ou tablet. Estamos corretos?


A sua resposta já evidencia o maior ponto positivo de se implementar o mobile marketing em um empreendimento: comunicar-se com o público no ambiente que ele mais acessa.


Com essas ferramentas em mãos, os indivíduos estão conectados 24 horas por dia e procuraram solucionar todas as pendências ali. Hoje, é possível realizar transações bancárias e fazer compras sem sair de casa.


Segundo uma pesquisa do Google, cerca de 40% das compras online são efetuadas por meio de dispositivos móveis. Como estamos sempre com essas tecnologias ao nosso alcance, os dados não surpreendem os empreendedores mais atentos.


A pandemia sem dúvidas acelerou esse processo e a tendência deve seguir em ascensão. Portanto, as empresas precisam se adaptar o quanto antes ao ambiente digital para não caírem no esquecimento.


Desenvolver campanhas e ações em um contexto de mobile marketing garante que você:


  • Alcance um grande número de pessoas;
  • Tenha uma alta taxa de abertura e clique;
  • Segmente melhor a estratégia de comunicação com o público-alvo da marca.


Quando um plano de marketing mobile é bem feito, ele alcança vários objetivos importantíssimos, que podem ser descritos como:


  • Fidelizar os clientes;
  • Incentivar novas compras;
  • Permitir feedbacks dos consumidores.


Com tantos benefícios, fica mais clara a diferença que o mobile marketing faz para a imagem e o êxito de uma firma. Ou seja, vale a pena investir tanto tempo, quanto dinheiro para por as nossas dicas em prática.


Quando começa a história do mobile marketing? 


A história do mobile marketing é relativamente nova, pois sua aplicação começou apenas na metade da década de 1990 e início dos anos 2000. Dito isso, o nome “mobile marketing” é ainda mais recente e acompanha a maior acessibilidade dos celulares nos últimos dez anos. Desde então, a tecnologia tem se aprimorado para oferecer a melhor experiência possível para quem acessa o seu site ou visita seus perfis nas redes sociais. 


As marcas Nike e Pontiac saíram na frente da concorrência nessa categoria de marketing e já em 2005 iniciaram campanhas de mensagem de texto aos seus consumidores. Logo, outras empresas viram o potencial da tecnologia e passaram a fazer o mesmo.


Vamos para a parte prática: como iniciar o seu mobile marketing?


Para dar início às ações de mobile marketing, primeiro você tem de conhecer o seu público. Somente assim será possível selecionar as melhores formas de distribuir publicidade para os seguidores.


As premissas da campanha são:


  • Estabelecer o seu público-alvo;
  • Conhecer os hábitos dos seus clientes online e traçar as estratégias mais eficientes;
  • Definir o orçamento disponível para as campanhas de mobile marketing.
  • Levando em conta os canais mencionados acima, você consegue empregar medidas de mobile marketing como:
  • Dispor de um aplicativo para engajar os clientes, com conteúdos variados e não necessariamente ligados a vendas;


Para além dessas recomendações, precisamos também falar sobre as práticas a serem evitadas:


  • Comprar listas de contatos;
  • Não responder rapidamente às mensagens. Lembre-se que os canais de dispositivos móveis requerem agilidade;
  • Não personalizar as ações para atrair e manter o interesse dos usuários;
  • Mandar mensagens e direcionar campanhas para quem não conhece a sua marca.


Dicas sobre os recursos de mobile marketing


Há uma variedade de tipos de ações que a sua empresa pode utilizar em uma estratégia de marketing para dispositivos móveis. A seguir apresentaremos algumas dicas específicas para cada abordagem.


SMS


Como citamos antes, o SMS inaugurou do mobile marketing, pois e-mails e redes sociais não eram amplamente acessados pelo celular no começo dos anos 2000. Até hoje, esse estilo de comunicação tem grande taxa de abertura, ou seja, a maioria dos destinatários lê o conteúdo recebido por mensagem de texto. O ideal é ir direto ao ponto e direcionar as ações para o público já familiarizado e fiel à sua marca.


E-mails


Aqui, você lança mão da base de contatos construída ao longo do tempo. É uma das melhores formas de manter as pessoas informadas sobre lançamentos de produtos e também para interagir com os leads.  Uma boa ideia é oferecer descontos especiais na primeira conta para quem assinar o seu newsletter, por exemplo, assim você consegue captar o endereço eletrônico do visitante.


Aplicativos


Muitas marcas já renomadas investem em apps próprios para facilitar as compras e a comunicação com o usuário. A navegabilidade costuma ser bastante prática, garantindo uma experiência agradável ao usuário. Se você não deseja desenvolver uma plataforma própria, ainda assim pode procurar aplicativos de terceiros para fazer publicidade e divulgar ações. 


Redes sociais


As mídias sociais não precisam de apresentações e fazem parte do dia a dia de 3,1 bilhões de indivíduos, quase metade da população mundial. Portanto, crie um perfil que reflita os valores do seu negócio e seja capaz de entreter os seguidores. Esses canais também deixam claro que tipo de tópicos e produtos interessam aos seus clientes, então aproveite o feedback.


Durante o processo de implementação do marketing mobile, tenha em mente a relevância de um design responsivo. Isso significa que o seu site deve estar preparado para a navegação em dispositivos móveis. Assim, seu programador não terá de trabalhar dobrado: basta utilizar a linguagem de programação para adaptar o layout a diferentes tamanhos de telas. Outra vantagem é que você não precisa de uma nova hospedagem para o conteúdo online.


Apesar disso, não deixe de lado as regras básicas do marketing em geral: a comunicação deve ser personalizada para atrair os leads e cada rede social possui recursos específicos.


Se você colocar em prática essas dicas de mobile marketing, será possível elaborar ações certeiras para aumentar o número de cliques e conversões da marca. Então não deixe de explorar o mercado digital e aproveite para se posicionar como autoridade nas redes sociais e demais canais online.


Agora que você já sabe tudo sobre mobile marketing, aproveite para  visitar o site da RedaWeb, caso queira contratar um plano de produção de conteúdo. Se preferir, você também pode entrar em contato conosco pelo número 0800 750 5564.